Valéria Gurgel
"Ficção, Romance, Emoção, Aventura e suspense"
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
A honestidade de bengala
 
Antes, ela circulava solta por entre as cidades, entre cidadãos de todas as idades e classes sociais.
Entrava e saía de dentro das casas, dos “lares construídos na rocha”. Nos altares das igrejas, templos e sinagogas, no plenário entre os nossos digníssimos políticos!
Perambulava pelas feiras, escolas e hospitais. Reinava tranquila na zona rural, com a gente simples do campo, que muitas das vezes não lê e nem assina “acordos e contratos de papel”, mas firma com um forte aperto de mão, olhos nos olhos; “Olho por olho e dente por dente”.
         Bem, os anos se passaram, a tecnologia chegou, tudo se modernizou e ela hoje, se arrasta pela nossa sociedade hostil e apodrecida de caráter maculado e desobediente!
Está de bengala, se apoiando para não se desabar por completo ao chão! Pois o dia em que essa jóia rara desaparecer por completo desse planeta, o ser humano, terá perdido uma das mais fortes razões da existência viva do homem, que é a razão, onde florescem as virtudes, das quais ela, a honestidade, anda em extinção!
Por favor! Salvem o planeta!
Salvem o homem!
Preservem suas virtudes!
A honestidade precisa caminhar com suas próprias pernas!
 
                                                                 Valleria Gurgel

Valéria Gurgel
Enviado por Valéria Gurgel em 23/02/2010
Alterado em 06/04/2010
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários