Valéria Gurgel
"Ficção, Romance, Emoção, Aventura e suspense"
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
        Não te desanimes! Ainda existem amores!



Se tu, não, és do tipo que ainda manda flores?
Nem é aquele que faz serenata prá ela?
Ou é aquela que espera que abram a porta do carro para ti, donzela?
Vives sonhando, debruçada ao parapeito de sua janela?
Não te desanimes! Ainda existem amores!

A era do cavalheirismo passou!
As cartas de amor trazidas pelo carteiro,
As lindas mensagens do velho realejo!
Éh!... A vida se transformou
!
Mas não te desanimes! Ainda existem amores!

Não mais aquele amor, como dos velhos tempos que não voltam mais!
Amor de porta da igreja, das novenas e das procissões!
Amor dos folguedos, das quermesses e das confissões!
Amor de namorico, de tremer as pernas, de pegar na mão!
Amor de cinema
, dos bailes no clube da esquina!
Amor dos bancos,
das praças!
Amor cheio de graça! De viajar de Maria fumaça, vestido rodado
e sombrinha na mão!
Amor de esperar na estação, aquele bem, que não vem não!


Tudo passou!...Tudo ficou prá traz!...
Hoje é tão diferente!
Tudo é tão virtual!

O calor não é mais humano. Ele é ligado a uma tomada que está sempre conectada em algum lugar.
Substituíram a emoção, pela tecnologia de alta resolução!
Ah!... Mas mesmo assim é possível amar!
Não te desanimes! Ainda existem
amores!!!




                                                           Valleria Gurgel
                                                            07/09/2010








Valéria Gurgel
Enviado por Valéria Gurgel em 08/06/2010
Alterado em 09/09/2012
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários