Valéria Gurgel
"Ficção, Romance, Emoção, Aventura e suspense"
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Posso não ser doutor, mas sou trabalhador!!!

Infeliz é aquele que vive na ociosidade
Que não tem coragem para lutar!
Tem medo de ter esperança
E vergonha de acreditar!!!

O trabalho dignifica o homem!
Enobrece a vida, engrandece a alma. Cria raízes na sua história. Fardos pesados é glória, calos nas mãos é marca registrada.
O suor na testa irriga a honestidade que vive por aí, desidratada!
Num mundo em que ser honesto, virou motivo de chacota, anda-se tendo vergonha de levantar a bandeira que mudaria a cara de nossa nação!
Aquele cidadão que bate com a mão no peito e diz:
-Ganho um salário mísero por mês! Não sou burguês, nem tenho sangue nobre, sou pobre, mas sou trabalhador!
Pego na enxada, na pá, na colher, mas respeito a minha mulher!
Se sou ou não estudado, seja qual for o meu labor,sei que sou importante, mesmo se não tenho valor!
Tenho filhos, minha dispensa é modesta, minha casa humilde, se não tenho carro e ando a pé, tenho dignidade, pois mostro o que é!
Falo a verdade sem nenhuma falsidade.
Posso não ser doutor!
Mas trago a alegria de me deitar todo dia com a consciência tranquila de dever cumprido.
Com diploma ou analfabeto, quem é do bem é correto, sabe ser profissional naquilo que se faz com ardor.
Parece que não, mas ainda existe quem dedica à sua profissão! Em meio a tanta corrupção, eles são destaques onde estão, porque tem amor no coração!

Valleria Gurgel
PoetasDelMundo
www.valleriagurgel.com
01/05/2011



Valéria Gurgel
Enviado por Valéria Gurgel em 01/05/2011
Alterado em 09/09/2012
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários