Valéria Gurgel
"Ficção, Romance, Emoção, Aventura e suspense"
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
São Pontos de interrogação???

É como um véu que encobre uma explosão de beleza
E entre nuvens de algodão brilha o sol
Num límpido azul  irradia o alvorecer
Saudando a natureza para assistir o dia acontecer
Porque mesmo assim ainda existe tanta gente a sofrer?

A magia da vida acorda
Enquanto tantos ainda dormem ou sequer querem acordar para ver
E mesmo que a água jorre na fonte
E o rio corre atrás de um monte
Uma pétala de rosa cai
O orvalho cristaliza e se exala uma pureza
Em meio a tanta beleza
Por que há quem insiste em viver uma tristeza, uma melancolia, sem forças e sem destreza?

Um pássaro canta tão lindo
E o céu parece sorrindo
Para os olhos se encherem de cores
São místicos sabores, perfume de flores
Os sons da natureza cantam por si
Mas porque o mundo parece temer o porvir?
Não acreditam mais no amanhã?

O vento parece arrastar o tempo
A tarde cai no firmamento
Parece um triste lamento ver o astro celeste a se despedir
Será que é por isso que tudo fica frio?
Que dá um vazio? E dói no peito uma saudade sem fim?...

Saudade de ti?
Saudade de mim? Do que eu era? Do que eu quizera?... Do que fiz? Do que não fiz? Do que perdi? Do que me arrependi?
São tantas lembranças...
Elas bailam pelos confins da Terra e entre as montanhas elas vão sumindo...

Tudo escurece.
Entristece como uma paixão sem amor e sem carinho, sem acalanto e sem alinho
Dando adeus as ilusões.
Estrelas cadentes parecem fugir de mim
Pontos luzentes, brilham nessa escuridão da minha imaginação...
Como pontos de interrogação a costurar meu coração.

Valleria Gurgel
Inverno de 30 de Julho de 2012
Poetas Del Mundo
Clip Poetas Amigos

www.valleriagurgel.com
vallecrisgur@yahoo.com.br



QUESTIONAMENTOS...

De Christiano Nunes
Valeu, Chris!!!! Bela inspiracao junto a minha poesia!!!
Ficou mesmo lindo!!!

Meu coração insiste
Sabe que o amor existe
Esse amor por alguém é forte
Mais forte do que a morte
Mas por que essa sorte? 

Como gostaria de responder  
A esses questionamentos
Que meu coração sem juízo
Sabe que eu preciso
Deixar de amar assim.

Mas... fazer o que?
Não dá trégua 
Pois esse amor 
Parece impossível
Ou será possível?

Agora eu quem pergunto
Será que um dia 
Esse amor concretiza?
Meu coração deslisa
Quando tento esquecer...


Linda e sensível tua prosa, cara poetisa amiga. Vc é mesma DIVINA. Parabéns pelo magnífico texto.
Bjs Chris.


Valéria Gurgel
Enviado por Valéria Gurgel em 30/07/2012
Alterado em 16/08/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários