Valéria Gurgel
"Ficção, Romance, Emoção, Aventura e suspense"
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
O trabalho trabalha-te!
Valéria Gurgel

Trabalhar dá trabalho!Porque o trabalho trabalha-te!
Trabalha o ego, a auto-estima, a preguiça, o mau humor!
Trabalha o pensamento, o caráter e a vaidade.
Trabalha a paciência, a vontade, a coragem,a capacidade, o medo, o sonho e a realidade.
O trabalho nos edifica, nos constrói e nos faz aperfeiçoar!
Trabalha-se a pontualidade, a responsabilidade e a maturidade.
“Sem o trabalho um homem não tem honra e sem a sua honra, se morre, se mata”
Assim escreveu o saudoso Gonzaguinha!
Trabalhamos a personalidade.
Sabemos que trabalho não é lazer, mas dignifica o ser!
Feliz é aquele que tem no seu trabalho esse lazer!
Que trabalha cantando, sorrindo, pintando,vendendo, escrevendo,ensinando,construindo,evangelizando,curando, plantando,consertando,defendendo,limpando,informando,
tecendo, bordando, despertando alegria,contracenando,brincando, tocando corações...
O melhor trabalho é aquele que nos dá prazer!
Trabalhador feliz é aquele que gosta do que faz!
Foi-se o tempo em que as pessoas trabalhavam, por amor! Hoje em dia trabalha-se exclusivamente pelo dinheiro, por vaidade, por status social. O fazer por fazer.
Por isso assistimos uma humanidade emburrada, sem educação e revoltada com o que faz. Que tende a descontar a suas revoltas e insatisfações pessoais em quem precisa de seus trabalhos!
O contrário acontece quando temos um profissional feliz com o que faz! Ele exala carisma e satisfação, educação no olhar! Seja ele um lixeiro ou um médico, um coveiro ou um palhaço, um milionário ou um assalariado!
Hoje, com a evolução e as indústrias, muitas profissões dignificantes foram e estão sendo excluídas de nossa sociedade!
Como as empregadas domésticas que não encontram mais seu valor e respeito e por isso a mão de obra cada vez mais escassa. Os alfaiates, os barbeiros, os tipógrafos, os carroceiros, os ferreiros, as datilógrafas as costureiras de bolas e tantos substituídos pelas máquinas!
Mas por mais que a tecnologia chegue para desvalorizar o trabalho humano, jamais o homem será técnico o suficiente para substituir definitivamente a si mesmo!
Pois o dia em que isso por ventura, vier a acontecer, pode-se dizer que o homem foi processado pelo seu processo evolutivo da santa ignorância!


 
Valéria Gurgel
Enviado por Valéria Gurgel em 01/05/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários